Cientistas criam injeção que pode acabar com gordura localizada

Um estudo da Universidade Estadual de Ohio (EUA) desenvolveu uma injeção que pode queimar o excesso de gordura em áreas especificas do corpo, acabando com “pneuzinhos” ou papadas sem afetar o resto do organismo.

Essas injeções contêm pequenas cápsulas cheias de um tipo modificado de célula que produz calor, comumente encontrada em animais e bebês.

Essas células liberam “sinais” que alteram o tecido circundante, fazendo com que as calorias em excesso sejam consumidas através da produção de calor em vez de serem armazenadas como gordura.

Esses sinais são conhecidos como fatores termogênicos; são eles que transformaram a gordura em células produtoras de calor, conhecidas em inglês como thermocytes, às vezes chamadas de gordura marrom.

Essas células são abundantes em muitos animais pequenos e em bebês humanos. Elas ajudam a manter a temperatura do corpo queimando energia em forma de calor, ao invés de armazenar essa energia como gordura normal. Os seres humanos, no entanto, perdem estas células à medida que envelhecem.

Dos ratos para nós

Os pesquisadores testaram as injeções em ratos. Ao colocar as células no interior de uma cápsula de plástico, elas puderam ser transplantadas sem serem destruídas pelo sistema imunitário dos destinatários.

Os animais obesos que receberam as injeções perderam até 10% do seu peso corporal em um mês, mesmo os alimentados com uma dieta de alta caloria. Depois de 80 dias, os ratos com as células tinham 20% menos gordura do que os ratos que receberam cápsulas vazias.

O próximo passo da pesquisa é tratar cães obesos, ainda este ano. Se esse teste for bem sucedido e considerado seguro, o tratamento em humanos pode estar disponível em cerca de seis anos.

Os pesquisadores acreditam que as cápsulas, que têm cerca de três vezes a largura de um cabelo humano, podem ser injetadas em depósitos de gordura específicos como as coxas, nádegas, braços ou sob o queixo para reduzir a quantidade de gordura armazenada ali.

Através do transplante de células provenientes de animais, como os ratos, para humanos adultos – conhecidos como xenotransplantes -, pode ser possível aumentar o número dessas células em adultos, queimando a gordura local.

Se as células implantadas a partir de outros animais não funcionarem nos seres humanos, os pesquisadores vão tentar modificar células humanas para que elas tenham o mesmo efeito.

Fonte:[TelegraphTheTimesOfIndia]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agente da KGB revela como pode ser feita uma lavagem cerebral em um determinado público
Erros dos homens na conquista e na sedução!
As maiores máquinas do mundo
Bizarros transtornos mentais
Fuga maciça para Marte ?
Os mais insanos rituais de casamento pelo mundo
Mistérios Desconhecidos III
Nasa mostra suposto OVNI no espaço
A verdadeira história do contos de fadas
Conheça Dora – o super canhão da 2° guerra mundial
Todos os direitos reservados - 2016