Os mais Bizarros mistérios arqueológicos

Os mais Bizarros mistérios arqueológicos já foram feitas na história moderna. Centenas de artefatos foram descobertos, os quais  confundiram cientistas e desafiaram a visão moderna da história. Muitos desses objetos foram achados fora de lugar ou anacronismos. Estas descobertas são sempre controversas e a comunidade científica é extremamente seletiva no que eles aceitam como fato consumado. Cada objeto desta lista tem sido acusado de ser um embuste elaborado. Em muitos casos, uma conspiração é a única explicação, sem uma reformulação ampla do mundo e dos livros de história. Esses artefatos contam histórias de civilizações antigas, pré-colombianas , contratos trans-oceânicos, e misteriosos avanços tecnológicos. Muitas dessas descobertas arqueológicas desafiam a teoria científica da evolução, assim como muitas crenças religiosas.

A tabela acima apresenta a visão científica aceita da evolução neste planeta. Ela mostra os seres humanos aparecendo na terra cerca de 1.6 milhões de anos atrás, e a civilização humana tendo surgido há apenas 10,000 anos atrás. No entanto, usando métodos científicos convencionais, várias descobertas demonstram de maneira conclusiva a prova da presença ou visita de humanos modernos no passado da terra, muito antes do que esta linha cronológica indica ser possível. A prova é chocante!

Ao aprofundar-mos ainda mais no passado através das diferentes eras, você verá que as evidências continuam a aflorar…

Confira então alguns dos mais bizarros mistérios arqueológicos já catalogados

A Era Cenozóica

é a última das quatro maiores eras do período geológico, iniciando cerca de 65 milhões de anos atrás, e se estendendo até o presente. Ela sucede o período Cretáceo da era Mesozóica, e é subdividida entre o período Terciário e o período Quaternário. As características dos tempos Terciários são estabelecidas em artigos sob os nomes dos vários períodos (épocas) mais curtos que compõem este período; do mais antigo aos mais recentes eles são respectivamente: Paleoceno, Eoceno, Oligoceno, Mioceno, e Plioceno.

A visão científica aceita da evolução na Era Cenozóica mostra os seres humanos aparecendo na Terra cerca de 1.6 milhões de anos atrás, e a civilização humana há apenas 10,000 anos atrás. No entanto, as descobertas científicas apresentadas abaixo mostram uma história bem diferente e chocante.

Descobertas do período Pleistoceno

Moeda de Cobre de Illinois, mais de 200,000 anos de idade

Esta versão de um objeto semelhante a uma moeda, de uma perfuração de poço próxima a Lawn Ridge, Illinois, foi encontrada numa profundidade de 37 metros abaixo da superfície. De acordo com informações fornecidas pelo Serviço de Inspeção Geológica do Estado de llinois, os sedimentos nos quais a moeda estava contida possuem entre 200,000 e 400,000 anos de idade… quem deixou esta moeda centenas de milhares de anos antes do homem civilizado evoluir?

Esqueleto Humano Moderno da Tanzânia, mais de 800,000 anos de idade

Em 1913, o Professor Hans Reck, da Universidade de Berlim, conduziu investigações em Olduvai Gorge (Garganta de Olduvai), na Tanzânia, Leste da África, na época, pertencente à Alemanha. Durante sua estadia em Olduvai Gorge, Reck encontrou um esqueleto humano anatomicamente moderno que permanece uma fonte de mistério e controvérsia até hoje. Este crânio moderno é de um esqueleto humano completo encontrado naquele ano. Os restos do esqueleto humano, incluindo o crânio inteiro, estavam incrustados na rocha, e tiveram que ser removidos com martelos e talhadeiras. Ele foi encontrado na parte superior de uma formação rochosa com datação superior a 1,000,000 de anos de idade. Como este humano moderno veio parar 1,000,000 de anos no passado?


Vênus de Willendorf, mais de 30,000 anos de idade

A Vênus de Willendorf, da Europa, datada em 30,000 anos de idade. Quem criou ou deixou este artefato quase 20,000 anos antes da civilização humana aparecer?

Crânio Humano Moderno em Buenos Aires, mais de 1,000,000 de anos de idade

Em 1896, trabalhadores escavando uma doca seca em Buenos Aires encontraram um crânio humano moderno. O estrato Pré-Ensenadeano no qual o crânio de Buenos Aires foi encontrado é de no mínimo 1.0 – 1.5 milhões de anos de idade. Mesmo a 1 milhão de anos, a presença de um crânio humano inteiramente moderno em qualquer parte do mundo é altamente anômala. Por que, e como este humano moderno chegou em Buenos Aires, mais de 1,000,000 de anos à frente de seu tempo?


Descobertas do período Plioceno

Estatuetas de Nampa, Idaho, cerca de 2 milhões de anos de idade

Uma pequena imagem humana moldada habilidosamente em barro foi encontrada em 1889, em Nampa, Idaho. A estatueta provinha do nível de 98 metros de profundidade, numa área de escavação de poços datada da idade do Plio-Pleistoceno, cerca de 2 milhões de anos de idade. G. F. Wright comentou, “A imagem em questão é feita do mesmo material que as bolas de argila mencionadas, tendo cerca de 4 centímetros de comprimento; e é extraordinária pela perfeição com a qual representa a forma humana… Tratava-se de uma figura feminina, e tinha as feições naturais nas partes com acabamento que seriam motivo de honra para os centros clássicos de arte”. “Ao mostrar o objeto ao professor F. W. Putnam”, Wright escreveu, “ele imediatamente voltou a atenção para o caráter das incrustações de ferro sobre a superfície como sendo indicativo de uma relíquia de antiguidade considerável. Havia manchas de óxido de ferro vermelho anídrico em áreas protegidas sobre o objeto, as quais não poderiam ter se formado em algum objeto fraudulento.” Os humanos ainda não haviam

Micro Nichos Rentables 2.0 – Alta Conversion

evoluído neste planeta dois milhões de anos atrás. Portanto, quem criou ou deixou este artefato no passado distante da Terra?


Crânio Humano Moderno encontrado na Itália, mais de 3 – 4 milhões de anos de idade.

Em fins do verão de 1860, o professor Giuseppe Ragazzoni, geólogo do Instituto Técnico de Bréscia, viajou para Castenedolo, cerca de 10 quilômetros a sudeste de Bréscia, para recolher conchas fósseis nos estratos do Plioceno, expostos numa vala na base de uma colina baixa, o Colle de Vento. Aqui ele descobriu este notável crânio humano anatomicamente moderno. A camada onde ele foi encontrado foi estabelecida como sendo do período Astiano do Plioceno. De acordo com autoridades modernas, o Astiano pertence ao Plioceno Médio, o que daria ao crânio uma idade de 3 – 4 milhões de anos. Por que, e como este humano moderno visitou a Itália quase dois milhões de anos antes dos seres humanos caminharem no planeta?


Concha Entalhada de Red Crag, Inglaterra, entre 2.0 e 2.5 milhões de anos de idade.

Em 1881, num relato transmitido à Associação Britânica para o Avanço da Ciência, H. Stopes (Membro da Sociedade Geológica) descreveu uma concha cuja superfície trazia o entalhe de um rosto tosco, mas inconfundivelmente humano. A concha entalhada foi encontrada nos depósitos estratificados de Red Crag, parte de Walton Crag, cuja datação indica ser do fim do Plioceno, entre 2 e 2,5 milhões de anos de idade. Esta descoberta colocaria seres inteligentes na Inglaterra cerca de 2.0 milhões de anos, e talvez até 2.5 milhões de anos atrás. Deve-se ter em mente que segundo a opinião paleantropológica convencional, não se deveria encontrar tais artefatos até a época do homem de Cro-Magnon inteiramente moderno, no Plioceno Superior, cerca de 30,000 anos atrás. Que visitante do passado da Terra entalhou e deixou esta concha?


Descobertas do período Eoceno

Bola de Giz perto de Laon, França, 45 – 55 milhões de anos de idade.

Na edição de abril de 1862 da The Geologist, constava uma tradução para o inglês de um intrigante relato de Maximilien Melleville, vice-presidente da Sociedade Acadêmica de Laon, França. Esta bola de giz foi descoberta num estrato de linhita do Eoceno Inferior. Com base em sua posição estatigráfica, se pode lhe atribuir uma data remontando entre 45 – 55 milhões de anos atrás. Para Melleville, não havia possibilidade da bola ser um forjamento: Ela é de fato permeada em mais de quatro quintos de sua altura por uma cor betuminosa escura, que se funde em direção ao topo num círculo amarelo, o que decerto se deve ao contato com a linhita na qual estivera tanto tempo imersa. A parte superior que estava em contato com o lençol de conchas, pelo contrário, preservou sua cor natural — o branco opaco do giz […] Quanto à rocha em que foi encontrada, posso afirmar ser ela perfeitamente virgem, sem apresentar vestígios de qualquer exploração antiga. Extraordinário quanto possa parecer àqueles afeiçoados à visão evolutiva padrão, a evidência associada a esta descoberta sugere que, se humanos fizeram esta bola, eles deviam estar na França 45 – 55 milhões de anos atrás. Quem fez e deixou este artefato, criado pelo homem, em nosso passado longínquo anterior à evolução humana… anterior até mesmo aos mamíferos herbívoros e carnívoros caminharem pelo planeta?


Pilão e Mão de Almofariz na Califórnia, superior à 55 milhões de anos de idade.

Em 1877, o Sr. J. H. Neale era superintendente da Montezuma Tunnel Company, e supervisionava o túnel Montezuma, que dava no cascalho subjacente à lava de Table Mountain, no condado de Tuolumne… A uma distância entre 460 e 490 metros da boca do túnel, ou entre 65 e 98 metros além da margem da lava sólida, o Sr. Neale viu diversas pontas de lança de uma espécie de rocha escura, e com cerca de 30 centímetros de comprimento. Continuando com a exploração, ele próprio encontrou um pequeno gral de 8 ou 10 centímetros de diâmetro e de formato irregular. Isso foi descoberto a uma distância de 30 ou 60 centímetros das pontas de lança. Em seguida, ele encontrou uma grande e bem delineada mão de almofariz e próxima de um gral grande e bem regular. Todas estas relíquias foram encontradas na mesma tarde, próximas ao leito de rocha a uma distância de 70 centímetros umas das outras. O Sr. Neale declara ser totalmente impossível que estas relíquias possam ter chegado à posição em que foram encontradas de outro modo, excetuando-se à época em que o cascalho sedimentou-se e antes da formação do lençol de lava. Não havia o menor vestígio de qualquer perturbação da massa ou de qualquer fissura natural nela cujo acesso pudesse ter sido obtido ou por ali, ou pela vizinhança. A posição dos artefatos no cascalho próximo ao leito de rocha em Tuolumne, Table Mountain, indica que eles tinham de 33 a 55 milhões de anos de idade. Mamíferos herbívoros e carnívoros ainda não tinham nem evoluído no planeta nessa época. Então, quem trouxe e deixou estes artefatos na Califórnia quase 50 milhões de anos atrás?

Pedra de estilingue de Bramford, Inglaterra, 5 – 50 milhões de anos de idade.

Esta pedra de estilingue é da camada inferior de detritos de Red Crag, em Bramford, Inglaterra. No mínimo, da idade do Plioceno, a pedra tem ao menos 5 milhões, e possivelmente até 50 milhões de anos de idade. Sob a análise era óbvio que a pedra havia sido esculpida pela mão do homem…. A superfície inteira… foi raspada com uma pederneira, de tal modo que ela foi coberta por uma série de facetas que correm de maneira bem regular de ponta a ponta…. A raspagem descrita acima cobre a superfície inteira do objeto e penetra nas suas irregularidades. Permanece que o objeto é inteiramente artificial… no entanto, deixado numa época milhões de anos antes dos humanos sequer terem evoluído na Terra.

Adaptado de listverse

zp8497586rq
jfdghjhthit45

11 respostas para “Os mais Bizarros mistérios arqueológicos”

  1. Sérgio Ruiz disse:

    O que os ciêntistas dizem sobre tais achados?
    Qual a razão da mídia não dar atenção à fatos assim?
    Acho estranho que ciêntistas, a grande mídia, e governos ignorarem esses fatos, do que eles tem medo?

  2. ramon disse:

    viagens temporais para o passado,ou uma civilizaçao anterior a nossa que foi quase extinta voltando ao estado primitivo, e evoluindo para o que nos somos hoje

  3. Leonardo Abreu disse:

    Os cientista acham que os povos antigos ficavam parados olhando para o céu dia e noite, lógico que não, eles eram como nós hoje sempre procurando uma forma de melhorar a vida, porém da forma deles.

  4. Charles disse:

    ISSO DEIXA CLARO: NINGUEM SABE CALCULAR A IDADE DE OBJETOS. ESQUELETOS QUE DIZEM TER MILHOES DE ANOS, PODEM TER NA VERDADE APENAS ALGUNS MILHARES DE ANOS. E TEM GENTE TENTANDO CALCULAR A IDADE DE UNIVERSO

  5. taty disse:

    é impressão minha, ou os crânios são simplesmente iguais?! quanto à idade, acredito sim q possa haver margem de erros, mas há + mistérios do q possamos resolver, o cérebro humano é limitado d+ p/ entender tudo, sempre haverá perguntas e nem sempre haverá respostas. Por enquanto há teorias, mas não devemos simplesmente aceitá-las cegamente como se fazia antigamente, temos q ter mente aberta e aceitar novas possibilidades e entender q nem tudo é como queremos que seja, às vezes é mais simples e às vezes mais complicado.

  6. Tony disse:

    Eu vi logo que foram os Portugueses os primeiros a pisar na América e não os vikings, que é o que andam a apregoar. Isto no caso de ser verdadeira a foto da moeda descoberta em Illinois.É que essa moeda é portuguesa, reparem bem no escudo com as 5 quinas e os 7 castelos conquistados aos mouros. Ou então se a datação estiver certa, também foi na idade média que inventamos a máquina do tempo e demos um salto de 400.000 anos no passado. LOL

  7. […] confundiram cientistas e desafiaram a visão moderna da história…. — Continue lendo em Caixa De Pandora Veja também outros Links de hoje « Video de sexo dos famosos bb_bid = "1625282"; […]

  8. […] foram descobertos, os quais confundiram cientistas e desafiaram a visão moderna da história. Ler Post Completo […]

  9. AparecidoChalegadeSousa disse:

    os relatos q aparece a sima explica uma forma estranha tipo q o homem desaparece em determinada circunstância do tempo ou algo é responsável por seu desaparecimento….pois se o seres humanos estives vivos neste relato de tempo nossa tecnologia estaria bem avançada sou a favou destas descobertas mais estou curioso como não evoluímos entre todo este tempo ?

  10. Anonymous disse:

    Hmm… Nada impressionante, se os cientistas quisessem descobrir o passado e o futuro do mundo de uma forma facil, é so ler a Biblia, pois ela revela que existiram gigantes na terra, é so ler. É muito engracado quando um cientista revela algo IMPRESSIONANTE para a humanidade, e no final ele acaba frustrado quando descobre que ja estava na biblia. Parece que esses cientistas estao bastante Retardados!!!

    Uma coisa que todos os cientistas sabem mas nao aceitam, é o fato de que bilbia é a prova cabal de tudo o que aconteceu no mundo e o que ainda vai acontecer. Os cientitas nao aceitam a existecia de um Deus todo poderoso pelo simples fato de serem imcapacitados de povrar a existencia dEle por meio da ciencia. Meus amigos, Deus nao se econde, Ele esta e tudo em nossa volta… Basta aceitarmos e crermos nEle, e Ele fará milagres em nossas vidas.

  11. Alex disse:

    7 passos para conhecer um manipulador!

    Todo mundo usa técnicas de manipulação no dia a dia, mesmo sem perceber. Aprenda a reconhecer as condutas mais comuns desses indivíduos e evite ser manipulado por eles.
    http://dahoravalealex.blogspot.com.br/2012/12/7-passos-para-conhecer-um-manipulador.html

Revelada a verdade por trás do evangelho de Judas
Desvendando o "paradoxo das férias"
Futuros métodos de controle da mente
A terra pode ter tido duas luas no passado
A ciência afirma camarão pode ser a chave para modernizar aparelhos 3D
AIDS primeiro caso de cura
EUA prepara bombeiros para um evento com OVNIs
Rebecca Black pode bater Bieber em vídeo mais odiado do YouTube
Mortes histórias das celebridades
Receios de fugas de metano
Todos os direitos reservados - 2016