Seria possível fazer uma previsão de uma"Catástrofe" através de um filme ?

O filme presságio com, Nicolas Cage, mostra uma cena curiosa à mente mais atenta. Enquanto o personagem de Nicolas Cage assiste TV no sofá, é televisionado uma explosão em uma plataforma no Golfo do México. Segundos depois, o espectador pode ver o número 666, o número mais importante para os ocultistas .Essa sequência de “coincidências”  revela nada mais que quem fez o filme pode estar ciente de certas conspirações.

Já vimos anteriormente que quando a “Iluminati” quer fazer algum evento, ela deixa marcas antes de fazer. Inúmeros filmes de Hollywood continham as  marcas do 11 de setembro antes de acontecer . Seria então “Presságio” mais um desses filmes ?

 

Adaptado de :youtubewired

3 respostas para “Seria possível fazer uma previsão de uma"Catástrofe" através de um filme ?”

  1. […] televisionado uma explosão em uma plataforma no Golfo do México…. — Continue lendo em Caixa De Pandora Veja também outros Links de hoje « Afinal “o que é sustentabilidade”? […]

  2. Danilo Slim disse:

    Realmente bizarro! :S
    PS. Bom poste! 😀

  3. John Doe disse:

    Nada de bizarro, ou novidade. A pergunta é: trata-se de algo realmente “profetizado” ou apenas alguém deu a idéia e algum maluco a colocou em prática?

    É pouco provável que quem queira fazer um atendado, seja ele qual for, vá dar pistas de suas intenções. Alguém pode captar a mensagem e por o plano do sujeito a perder.

    Teoria da conspiração: sempre confundindo mais do que explicando os fatos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Onde estariam os documentos perdidos.?
Descobertas da ciência sobra a sedução…
Motos conceito
EUA prepara bombeiros para um evento com OVNIs
Mistérios oriundos do Brasil
Ruínas de cidade antiga emerge na Antártida
Poderosa vacina pode reduzir o HIV a uma "Infecção menor"
Criatura monstruosa é encontrada na Rússia
Pessoas que processaram o Método Científico
Retorno dos Mamutes está previsto em cinco anos
Todos os direitos reservados - 2016