Estudando alguns mistérios

estudando

Estudando mistérios, não é nem uma novidade que muitos mistérios nos cercam, porém muitos fatos ainda mais misteriosos, são escondidos do grande público, os quais a ciência ainda se depara estudando seus misteriosos enigmas.

Confira então o primeiro post da  série “Estudando mistérios”

estudando

 

esse outro desconhecido artefato é tido como encontrado em meio às selvas da Floresta Amazônica Brasileira. Sua idade foi avaliada em 5 MIL ANOS! Foi todo moldado em uma rígida peça de granito e aparenta ter sido destinado a um encaixe qualquer, possivelmente para fins de tentativa de substituição do componente de uma máquina desconhecida. Da mesma forma, SOMENTE uma máquina de alta precisão poderia tê-lo moldado!

estudando

O Professor John W. Macvey, autor do livro “Whispers from Space” (“Sussurros do Espaço”), foi o autor de uma notável descoberta: um milenar espelho de cobre em exposição no Museu do Cairo, datado da III Dinastia Egípcia, subitamente irradiava para uma parede do museu um espectro muito fino de luz. Foi constatado que esse espelho estava coberto por uma rede de difração inusitadamente apertada, cerca de 5 mil linhas por centímetro! E QUE SOMENTE UMA MÁQUINA poderia ter traçado tal rede de difração! E mais ainda: quem fez isso conhecia plenamente a natureza ondulatória da luz! Para o Professor Macvey, essa máquina extemporânea somente poderia ter sido um objeto trazido de um outro planeta….. Ou então, de uma OUTRA ÉPOCA TEMPORAL!

estudando

 

Em Lausseil, esse curioso painel em pedra foi encontrado em uma escavação arqueológica. A idade do tal sítio é de 25 MIL ANOS ANTES DE CRISTO! E mais uma vez, além do inusitado caráter da personagem retratada, esbarramos com outra obra de arte efetuada por “trogloditas” altamente sofisticados e inteligentes.

estudando

 

Em Utah, EUA, também foram encontradas inúmeras placas em cobre repletas de inscrições inteiramente desconhecidas. Sua idade se perde na noite dos tempos e não se sabe qual civilização as elaborou.

estudando

 

E em um sítio arqueológico pré-histórico nos EUA, o pesquisador norte-americano Brad Steiger encontrou a marca dessa reduzida pegada, claramente mostrando as ranhuras de um calçado! E, ao que se saiba, na distante pré-história não existiam botas! Evidentemente, trata-se de uma marca deixada por um visitante alienígena! (FOTO: Brad Steiger)

estudando

 

O mar também esconde segredos. Nas cavernas de Loltún, América Central, existem enormes estátuas – obras de uma desconhecida civilização do passado remoto. Essas cavernas estiveram submersas por durante milênios sem conta, tendo o oceano assim corroído toda a magnificência desses antigos e portentosos monumentos. Na foto, vemos a comparação entre o tamanho de um homem e a impressionante estátua de um enorme animal que lembra o jaguar. (FOTO: Dr. J. Manson Valentine)

Fonte:esferacosmica

3 comentários a “Estudando alguns mistérios”

  1. […] Estudando mistérios, não é nem uma novidade que muitos mistérios nos cercam, porém muitos fatos ainda mais misteriosos, são escondidos do grande público,… — Continue lendo em Caixa De Pandora […]

  2. […] nos cercam, porém muitos fatos ainda mais misteriosos, são escondidos do grande público, Ler Post Completo enigmas, […]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Misteriosos "círculos de fada" são documentados na Namíbia
Fatos extremamente insólidos
Animais com habilidades extraordinárias
Descoberta a origem das rochas de Stonehenge
Você sabe quanto vale seu site/blog?
Mousepad traz mais precisão na hora de jogar
Novo submarino vai levar tripulação ao ponto mais profundo dos oceanos
Dilemas morais, o que você faria?
Como estão hoje os atores de "Barrados no baile"- parte II
Por onde andam as Chiquititas?
Todos os direitos reservados - 2016